O presente artigo tem como finalidade discutir a importância e função do lúdico no cuidado e tratamento de crianças hospitalizadas, bem como, compreender os aspectos positivos e negativos do impacto da hospitalização infantil. Tendo como objetivo analisar de que forma a ludicidade influencia como estratégia de coping da hospitalização no tratamento e recuperação. O método utilizado foi uma revisão de literatura. Como conclusão compreende-se que a brincadeira fornece meios para criança desempenhar estratégias permitindo a elaboração emocional, o exercício da autonomia e se torna ativo no processo de adoecimento, diminuindo o seu tempo de permanência na instituição hospitalar.

 

 Ler texto integral em PDF

 

Fonte do artigo: http://www.psicologia.pt/artigos/ver_artigo.php?a-influencia-do-ludico-no-cuidado-e-tratamento-de-criancas-hospitalizadas&codigo=A1002